Emaranhamento

Você sabe o significado de emaranhamento no trabalho das constelações familiares? Vamos lá!

Se a pessoa está passando por alguma dificuldade, normalmente dizemos:

– Fulano está emaranhado!

Se existe um padrão de comportamento que se repete, dizemos:
– Ah, isso é emaranhamento!

Se existe uma doença, dificuldade financeira ou se a pessoa não é realizada com sua profissão, tem depressão, pânico, ansiedade, insônia; problemas de relacionamentos, dificuldade de engravidar, vícios…dizemos:

– Humm, emaranhamento!!

Caso a pessoa tenha questões com autoconfiança, sexualidade, baixa autoestima, tendência a se vitimizar ou comportamento agressivo/compulsivo/impulsivo, ou ainda tenha questões com religião, falências, dificuldades com heranças ou filhos com dificuldades, também dizemos:

– Só pode ser emaranhamento!!!

Ou seja, em algum nível, estamos todos emaranhados! Por isso:

– Bem vindo ao mundo dos emaranhados!!!

Emaranhado significa enrosco! Vivemos muito mais enroscados do que imaginamos!

“Nas palavras da física quântica o emaranhamento quântico é um fenômeno da mecânica quântica que permite que dois ou mais objetos estejam de alguma forma tão ligados que um objeto não possa ser corretamente descrito sem que sua contraparte seja mencionada – mesmo que os objetos possam estar espacialmente separados.”(Fonte: WiKipedia).

Na perspectiva da transmissão transgeracional o que é herdado confunde-se com o herdeiro e seu grupo familiar. O que é herdado é absorvido sem diferenciação e sem consciência.

Ocorre uma repetição de comportamento ou de destino, uma indiferenciação entre o sujeito e seu grupo familiar, ele não se individualiza e passa a viver a identidade e características do grupo. Nesse processo a consciência permanece oculta e só podemos acessar seus efeitos por meio dos sofrimentos em nossa vida e na vida de nossa família.

Para começar a ter consciência dos emaranhamentos, primeiramente, é importante saber: Quem foram os seus ancestrais? O que aconteceu com seus pais, avós, bisavós? De onde vieram? Quais são suas histórias? Quais eram padrões ou qualidade dos vínculos entre eles? Existiram histórias trágicas, de perdas precoces, doenças mentais, suicídios, falências, explorações, assassinatos?

Somos continuidade de nosso sistema familiar, o que aconteceu no passado continua nos influenciando no presente. A contabilidade do sistema é passada de geração para geração.

E agora é a nossa vez, e apesar de não sermos os responsáveis pela criação de certas desordens no passado, temos a responsabilidade de transformá-las no presente, porque?
Por amor ao projeto humano!

Quer vivenciar a Constelação?

Confira a agenda dos workshops e Formações: https://www.cristinaflorentino.com.br/agenda

2018-04-26T17:37:23+00:00

Leave A Comment