Simplesmente amor basta para que uma relação dê certo?

Aparentemente, não. Além do amor, algo mais precisa acontecer. Atua no relacionamento de casal aquilo que cada um traz de sua família de origem, sua cultura, o modelo de relacionamento que seus pais tiveram. Também atuam no relacionamento situações mal-acabadas nos relacionamentos anteriores e principalmente como acontece o equilíbrio entre dar e receber na relação. Entre o casal, não há hierarquia como no caso de pais e filhos — os filhos são sempre menores em relação a seus pais e estão na posição de quem recebe, enquanto os pais são maiores em relação a seus filhos e, portanto, ficam na posição de dar. No casal, os dois estão em um mesmo nível de maturidade, ou seja, são iguais a princípio. Mas vale ressaltar a importância de você perceber está se colocando como menor (filho) ou como maior (pai ou mãe) que seu companheiro. Em ambos os casos, você está projetando a sua relação com seus pais, colocando a relação amorosa em risco. Uma forma de perceber como vai o equilíbrio na sua relação é verificar a distribuição das tarefas diárias, ou seja, o quanto cada um contribui para a manutenção da casa, educação dos filhos, investimentos financeiros, manutenção da própria relação… O casal tem o potencial de formar uma bela complementação, mas essa complementariedade, às vezes, é confundida porque algumas funções não são tão valorizadas socialmente quanto outras. Por exemplo: em uma família em que os filhos são pequenos, a mulher assumir um pouco mais o cuidado dos pequenos e deixar o trabalho para o segundo plano, e seu marido assumir um pouco mais essa função, seria um bom equilíbrio. Cuidar dos filhos é também um grande trabalho, talvez um dos mais nobres e desafiadores, no entanto, não há remuneração para tal cargo. Assim, muitas vezes, a própria mulher se sente inferior por isso. Essa é uma das possibilidades, pois muitos arranjos são possíveis. Cada casal é um caso em particular, não existe um modelo padrão. Bert Hellinger diz que o equilíbrio entre dar e receber em uma relação de casal é mais crítico do que o próprio amor.

2018-04-26T17:35:34+00:00

Deixe um Comentário